Unilever busca jovens para mudar o mundo

Aberto a pessoas com 30 anos ou menos, o concurso busca produtos, serviços ou aplicações sustentáveis e que tenham o objetivo de reduzir impactos ambientais, melhorar a saúde e o bem-estar das pessoas ou melhorar suas condições de vida e trabalho

Por: - 49 anos atrás

A Unilever convida jovens a apresentarem soluções práticas e inovadoras para alguns dos maiores desafios de sustentabilidade do mundo. A escolha será feita através do Prêmio Unilever de Sustentabilidade para Jovens Empreendedores, que chega a sua segunda edição.

Aberto a qualquer pessoa com 30 anos de idade ou menos, o concurso busca produtos, serviços ou aplicações sustentáveis e com potencial para ganhar escala que tenham o objetivo de reduzir impactos ambientais, melhorar a saúde e o bem-estar das pessoas ou melhorar suas condições de vida e trabalho, por meio de mudanças em seus hábitos ou práticas.

O prêmio, realizado em parceria com o Instituto para a Liderança em Sustentabilidade de Cambridge (CISL) e em colaboração com a entidade Ashoka, oferece um total de mais € 200,000 em apoio financeiro e mentorias individualizadas a sete jovens vencedores. O vencedor geral também receberá o prestigiado Prêmio Príncipe de Gales de Jovem Empreendedor da Sustentabilidade.

Os sete finalistas participarão de um programa de desenvolvimento online e, em seguida, de uma oficina de aceleração de dois dias na Universidade de Cambridge, Reino Unido, onde receberão ajuda de especialistas e orientação profissional para ajudá-los a desenvolverem suas ideias.

A competição acontecerá em um ambiente virtual no Ashoka Changemakers, uma comunidade que conecta empreendedores sociais de todo o mundo para que eles possam compartilhar ideias, inspirar e ajudar uns aos outros. As inscrições devem ser feitas até 1º de agosto de 2014 e os finalistas serão anunciados em outubro. A oficina aceleradora de Cambridge e o julgamento final acontecerão em janeiro de 2015.

Quem já ganhou?

Em 2013, mais de 500 jovens empreendedores de mais de 90 países participaram da competição. Entre os projetos vencedores estão: um sistema de mensagens e troca de dados pelo celular, que monitora o suprimento de água e otimiza seu uso, na Índia; e uma ração para frangos de baixo custo feita com restos de sementes de manga, na Nigéria. Também venceram banheiros secos na zona rural do Peru e um programa de trocas para promover a educação no Nepal, no qual os filhos de agricultores de baixa renda recebem educação em troca do trabalho de seus pais em uma fazenda coletiva.

O vencedor geral – que ganhou € 50.000 e também o Prêmio Príncipe de Gales – foi Gamal Albinsaid, um jovem de 24 anos da Indonésia que atacou dois problemas da sustentabilidade com uma única ideia: converter o valor do lixo doméstico em planos de saúde para famílias de baixa renda. Esta iniciativa inspiradora está agora se tornando um modelo replicável em comunidades de toda a Indonésia.

* Via CicloVivo
 

Leia mais:

Dá para viver sem comprar? Experiência mostra que sim

Reduzir consumo diário de álcool diminui doença coronária

Oito motivos que podem desencadear uma crise global